ESEG passa a integrar Instituto Avançado de Inteligência Artificial


ESEG passa a integrar Instituto Avançado de Inteligência Artificial


Encabeçado por instituições de ensino e apoiado por empresas, núcleo visa a ampliação de estudos na área de Inteligência Artificial

As cifras do mercado global de Inteligência Artificial são auspiciosas: algumas estimativas apontam para um movimento de 125 bilhões de dólares até 2025. O mesmo pode-se dizer das expectativas em relação ao cenário da I.A.. Por facilitar cada vez mais a vida das populações, espera-se que ela passe a mitigar os mais complexos e os mais triviais problemas da sociedade, além de colaborar na profissionalização de processos de diversos segmentos da economia.

É fato, porém, que esse movimento passa necessariamente pelos centros de pesquisa e pelas mãos de cientistas que têm se dedicado cada vez mais a aprimorar o que acreditam ainda ser embriões desse mercado. É nesse contexto que um grupo de instituições de ensino brasileiras e entidades de outros setores acabam de fundar o Instituto Avançado de Inteligência Artificial. Na lista de parceiros, além de universidades públicas, faz parte da seleta composição a ESEG, Escola Superior de Engenharia e Gestão.

Criada em 2006, a ESEG vem, há pouco mais de um ano, intensificando sua atuação na área de Inteligência Artificial. Além de inserir a temática na matriz curricular de seus cursos, investiu na construção de um laboratório específico (deve ser inaugurado em julho) e direcionou pesquisas de docentes para temas relacionados à I.A.. Isso rendeu à Faculdade, que pertence ao Grupo Etapa, uma cadeira no Instituto. “Esse movimento deve transitar pelos bancos universitários. Afinal, estamos falando da preparação de profissionais para atuar em mercados que colocaram a Inteligência Artificial como plataforma para o desenvolvimento de seus negócios”, expõe o prof. Marcelo Dias, que tem encabeçado os estudos na ESEG.

AI²

Fundado em 2018, o Instituto Avançado de Inteligência Artificial é um consórcio de pesquisadores que visa desenvolver estudos na área de I.A., conduzido, sobretudo, pela máxima de aprimorar as tecnologias para servir à humanidade. Integram as ações do AI², além da ESEG, Unicamp, USP, Unifesp e Unesp. O Núcleo ainda conta com a parceria da Petrobrás, IBM, Intel, Serasa, Startups e instituições internacionais.

Entre os estudos já em andamento estão projetos nas áreas Aplicações Reais do Mundo,  Machine Learning e Robótica.