Engenharia de Produção


Duração: 10 semestres
Períodos: Diurno e Noturno
Grade de disciplinas: clique aqui

Veja a portaria de reconhecimento do MEC: clique aqui

Fale com a coordenação


Nesta página você conhece mais sobre a profissão de engenheiro de Produção e os diferenciais do curso da Escola Superior de Engenharia e Gestão - ESEG - o nº 1 do Brasil, de acordo com o Enade - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes.


O curso

A graduação em Engenharia de Produção da ESEG alia teoria e prática no processo de interação entre processos, tecnologia, máquinas e pessoas.

A formação dos alunos se dá por meio de atividades de ensino, pesquisa e extensão, em um ambiente com laboratórios, biblioteca, salas de aula e espaços de convivência, sob orientação de professores mestres e doutores , e com grande experiência no mercado de trabalho.


O que faz o curso da ESEG ser diferente?

  • A ESEG é o braço de Ensino Superior do Grupo Educacional Etapa, referência em ensino de qualidade no País.
  • Pesquisas são incentivadas desde o início do curso, como é o caso da iniciação científica.
  • Os alunos têm acesso ao Lite - Laboratório de Inovação Tecnológica, espaço estruturado com os mais modernos equipamentos da chamada "cultura maker", preparado para o desenvolvimento de projetos e protótipos: impressoras 3D, máquinas fresadoras e de corte a laser, torno, computadores com softwares dedicados a desenhos 3D etc.
  • Localização: o Campus da ESEG fica localizado entre as estações Ana Rosa e Paraíso, a alguns metros da Avenida Paulista, um dos maiores centros de negócios do mundo.
  • Visitas técnicas.
  • Apoio ao aluno : atenção total ao estudante, com atendimentos individualizados, palestras e orientações.
  • Preparação para o Mercado de Trabalho: Coaching, orientações sobre currículo, simulações de entrevistas e dinâmicas.
  • Empregabilidade: mais de 90% dos estudantes estão empregados em suas áreas de formação, em empresas como Mercedes-Benz, IBM, Bayer, Goldman Sachs, J.P. Morgan, Itaú, General Electric, Hyundai, Natura, Unilever, Carrefour, Latam, Sandvik, Bradesco, McKinsey&Company, Ernst Young, Nestlé, entre outras.


O currículo

O curso na ESEG foi dividido em grandes áreas de formação, visando possibilitar mais aprofundamento em cada uma delas.


Gerência de Produção

  • Projeto e Gestão de Sistemas de Produção
  • PCP (Planejamento e Controle da Produção)
  • Logística e Cadeia de Suprimentos
  • Organização de Trabalho e Ergonomia
  • Gestão da Qualidade
  • Custo e Medição do Desempenho
  • Simulação
  • Gerência de Projeto
  • Gestão de Pessoas


Desenvolvimento de Produtos e Empreendedorismo

  • Gestão do Processo de Desenvolvimento de Produto
  • Marketing
  • Projeto do Produto


O que faz um engenheiro de Produção?

O engenheiro de Produção é um profissional essencial para diversos setores da economia. Ele é o responsável por gerenciar pessoas, finanças e materiais de uma corporação com o objetivo de elevar sua produtividade e rentabilidade.

ASão papéis desse profissional: projetar, implantar, operar e buscar a melhoria e a manutenção de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, materiais, tecnologia, informação e energia. Compete a ele ainda especificar, prever e avaliar os resultados obtidos desses sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da Engenharia (definições do International Institute of Industrial Engineering - IIIE - e da Associação Brasileira de Engenharia de Produção - Abepro).


Mercado de trabalho

O mercado de trabalho é diversificado. Até mesmo pela formação multidisciplinar, o engenheiro de Produção ganhou vasto campo de atuação.

De acordo com a Abepro, existem dez áreas em que o profissional pode atuar, além de subáreas. Isso significa mais de 60 possibilidades de atuação, o que amplia ainda mais o mercado de trabalho. As dez áreas são:

  • Engenharia de Operações e Processos da Produção
  • Logística
  • Pesquisa Operacional
  • Engenharia da Qualidade
  • Engenharia do Produto
  • Engenharia Organizacional
  • Engenharia Econômica
  • Engenharia do Trabalho
  • Engenharia da Sustentabilidade
  • Educação em Engenharia de Produção

Além da indústria, são setores empregadores: empresas prestadoras de serviços, lojas de varejo, setor de turismo, tecnologia da informação, telecomunicação e saúde. Bancos e corretoras também absorvem o profissional para atuar como analista de investimentos.

Ao final do curso o aluno formado está apto a solicitar o registro do CREA - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, documento essencial para a atuação profissional.


Reconhecimento

A ESEG tornou-se uma das melhores Instituições do País para estudar. Entenda por quê.

  • O curso de Engenharia de Produção é o 1º do Brasil no ENADE, entre as Instituições particulares e estaduais.


O que isso significa?

O Enade é um meio de o Ministério da Educação avaliar a qualidade dos cursos de graduação de todo o País. Os alunos ingressantes e formandos do mesmo curso realizam a prova, o que permite evidenciar a evolução do processo de aprendizagem. A nota atribuída vai de 1 (não satisfatório) a 5 (satisfatório).

Esse desempenho, que se torna público, ajuda a valorizar ainda mais o diploma dos formandos. Quanto melhor a nota, maior a certeza de que o estudante recebeu uma boa formação. Índices como esse podem fazer parte de critérios avaliados por empresas no momento da contratação. Muitas empresas colocam a exigência de que o candidato a uma vaga de trainee, por exemplo, venha de uma instituição com nota mínima 3 no Enade. A ESEG tirou nota máxima 5!





Receba informações sobre o Processo Seletivo da ESEG











* campos obrigatórios