Finanças Pessoais


Finanças Pessoais


Samy Dana falou sobre Educação Financeira no Ciclo ESEG de Orientação, no mês de novembro. Dirigida a alunos do Colégio e do Curso Etapa que estão se preparando para ingressar na faculdade e encarar novos desafios nos campos acadêmico e profissional, a palestra procurou, de forma simples e direta, apresentar direcionamentos para que os jovens saibam administrar bem o dinheiro (de salário, bolsa ou mesada) ao longo e após a graduação.

O especialista indicou algumas atitudes que podem mudar a forma como as pessoas lidam com o dinheiro. O primeiro passo, segundo ele, é estabelecer uma meta financeira e comunicá-la a alguém em quem confiamos. Depois, é importante se encontrar ou manter contatos periódicos com a pessoa escolhida e prestar contas com ela. “Minha experiência mostra que as pessoas não gostam de admitir fracasso. Para apresentar resultados positivos, elas vão precisar ser mais disciplinadas com o uso do dinheiro”, aconselha o economista.

Outra dica é, no dia a dia, deixar os cartões na gaveta e usar apenas dinheiro. “Pagar com dinheiro dói no bolso, e a pessoa tende a ser mais comedida”, explica. Samy também orienta que dívidas a longo prazo devem ser evitadas. “Se você consegue quitar a viagem antes, as férias tornam-se muito mais prazerosas”, diz.

Também é importante ter cuidado com algumas armadilhas. “Quando ouvem palavras como grátis, as pessoas piram”, acrescenta. Depois de alguns estudos, ele observou que muitas pessoas mudam os hábitos de consumo apenas por receber algo gratuito. “A questão fundamental é renúncia. Você precisa escolher o que prefere: uma viagem ou um Iphone novo”, provoca.

Para finalizar, ele sugere que um bom começo para poupar dinheiro é se organizar para usar apenas 90% do que se ganha e guardar os 10% restantes para eventualidades e projetos futuros.